Ouça agora na Rádio

N Notícia

O que suas comidas preferidas dizem sobre suas emoções? Descubra

FOTO: CC0 Public Domain/pixabay

O que suas comidas preferidas dizem sobre suas emoções? Descubra

Cientista explica que comer por causa das emoções é a principal razão para ingerir calorias em excesso

Você bebe muito café? Ou come muitos doces? Saiba que esse tipo de comportamento pode ter uma ligação direta com as suas emoções, de acordo com a pesquisadora Deanna Minich, especializada em nutrição e medicina funcional. "Ao invés de expressar nossas emoções, tendemos colocá-las na comida, o que nossos corpos traduzem como 'conforto' e 'realização', em momentos que talvez não nos sintamos tão confortáveis e preenchidos", conta ela. Todas as informações são do site MINHA VIDA, acesse! 

 Isso faz com que muitas pessoas não consigam entender exatamente o que sentem. Assim, Deanna explica, surge a famosa "tempestade em copo d'água". "Um evento pequeno, aparentemente insignificante, pode levar a uma explosão por causa de toda a ação vulcânica que borbulha por dentro. A verdade é que, quanto mais prontamente podemos expressar nossas emoções, mais saudáveis serão nossos corpos, corações e mentes", conta. A pesquisa feita por Deanna mostra que, quando as pessoas têm dificuldade em identificar as emoções que estão tendo que lidar, elas são mais propensas a se engajar na compulsão alimentar.

Isso faz com que muitas pessoas não consigam entender exatamente o que sentem. Assim, Deanna explica, surge a famosa "tempestade em copo d'água". "Um evento pequeno, aparentemente insignificante, pode levar a uma explosão por causa de toda a ação vulcânica que borbulha por dentro. A verdade é que, quanto mais prontamente podemos expressar nossas emoções, mais saudáveis serão nossos corpos, corações e mentes", conta. A pesquisa feita por Deanna mostra que, quando as pessoas têm dificuldade em identificar as emoções que estão tendo que lidar, elas são mais propensas a se engajar na compulsão alimentar.

Doces

Os desejos de alimentos doces de todos os tipos são provavelmente os desejos mais frequentes que as pessoas me confessam. Quando pergunto à essas pessoas sobre o que está acontecendo em suas vidas, elas geralmente me mostram aquele olhar "você não quer saber", e então falam sobre estarem trabalhando demais, contam sobre suas listas de afazeres sem fim e se sentem completamente exausto. Eles quase não têm tempo para fazer o que gostariam de fazer.

O que eu gostaria de recomendar para essas pessoas é fazer com que seu açúcar no sangue se equilibre comendo refeições mais frequentes e planejando uma atividade que você aproveite por apenas 30 minutos por dia, seja com uma caminhada no parque, lendo um bom livro, fazendo as unhas ou uma massagem nos pés. Uma vez que você começa a permitir-se ter alguma alegria em sua vida, você não estará à procura desses alimentos doces para fazer o truque.

Pimenta/alimentos apimentados

Aqueles que gostam de alimentos picantes, até o ponto em que seus olhos estão cheios d'água, provavelmente procuram intensidade e ação em suas vidas. Eles podem se sentir entediados a ponto de chorar, quando seu desejo real é estar chorando de emoção e excitação por causa da pessoa aventureira que são. Esse tipo de pessoa adora estar em movimento - indo para o cinema, teatro, viajando para países distantes, explorando novos restaurantes.

Quando eles não têm tempo para fazer essas coisas, o alimento picante entra em ação. Os alimentos picantes também reviram a imaginação e nossa capacidade de ser intuitivos, então, quando você tiver vontade de comer algo assim, comece a pensar em maneiras de "apimentar" sua vida usando sua intuição. Deixe sua imaginação ficar selvagem. Quais são os pequenos passos que você pode mudar para lhe dar a mudança que você precisa para se sentir "vivo"? Tentando sair para fazer uma aula de dança que você não experimentou antes, como zumba, ou mesmo se aventurar no último filme de ação em cartaz.

Sal/alimentos salgados

Em minha experiência, notei que há pessoas que desejam alimentos doces e aqueles que nunca se aproximam de alimentos doces, mas não podem ficar longe de lanches salgados e até mesmo polvilhar sal em comidas. O sal faz uma coisa interessante em nossos corpos: atrai água. Quando comemos muito sal, movemos a água em nossos corpos com ele. O sal é como um ímã para o movimento e o fluxo, o que é importante para ajudar as pessoas a "irem com a maré" da vida e relaxarem.

Se exageramos em alimentos salgados, podemos estar propensos a pressão alta ou a extremidade oposta dessa sensação relaxante, criando estresse e inquietude. Em vez de entrar nesse ciclo, encontre formas de se afundar nos momentos da vida e refletir. Quando você sentir um desejo por sal, tente fazer algo para relaxar, como respirar profundamente, correr ou meditar. Você pode até querer experimentar fazer uma pintura de aquarela, deixando a água e a tinta fluírem com sua criatividade.

Café

O desejo por cafeína é semelhante ao por alimentos picantes, na medida em que existe um impulso para "ganhar vida". No entanto, com a cafeína ocorre um tipo diferente de vitalidade: as pessoas que desejam alimentos picantes precisam deste despertar no nível do corpo físico, precisam fazer algo; no entanto, as pessoas que amam cafeína sentem um impulso pela ação em seu intelecto. Eles querem estar lá, no meio de tudo isso, processando intelectualmente e absorvendo toda a informação.

 Eles são os malabaristas da mente. No entanto, no cerne de todo o malabarismo, há o esgotamento mental. A cafeína dá a falsa impressão de manter tudo em ordem e deixar você mentalmente afiado, mas, na realidade, ela nos esgota, especialmente em quantidades excessivas ao longo do dia. Em vez do próximo café ou refrigerante, dê à sua mente uma pausa e obtenha algum descanso extra. Tente tirar uma soneca ou ir dormir cedo, então você realmente poderá se concentrar!

Alimentos crocantes

Essas pessoas não se envolvem tanto com o gosto da comida, mas sim por uma textura em particular. A crocância dos alimentos faz com que eles sejam notados e a cada mordida existe um grito de "ei, olhe para mim", com diversas razões por trás disso. Talvez haja algo que eles estão tentando dizer, mas não podem. Talvez eles estejam com raiva de alguém e queiram "dar o troco", mas se sentem impedidos.

Eles também podem sentir que precisam de um "tapinha" nas costas por um trabalho bem feito. Os alimentos crocantes lhe dão o falso centro do palco. Quando você se sente chamado a estar no centro das atenções para falar sua verdade ou para fazer algo, em vez de buscar alimentos crocantes, veja se você pode entender o que realmente quer dizer. Escreva suas palavras em um diário e quando você se sentir seguro e pronto, tente se expressar.

Chocolate

Ah, o chocolate. Há poucas substituições para um desejo de chocolate. Se você anseia por alimentos doces, existem diversas opções. Mas quando é chocolate, você realmente precisa de chocolate e nada mais pode substituir. O chocolate nos permite ser cobertos por um sentimento de bom senso e amor que é como nenhum outro.

Claro, contém compostos que alteram nossa atividade cerebral, por isso não é surpresa que tenhamos esses sentimentos. Em vez de mergulhar em um momento de chocolate, respire fundo e pense no amor em sua vida. Onde você tem isso? Onde você não? Como você pode fazer mudanças para dar e receber o amor que você precisa? Talvez você precise receber ou dar um abraço na próxima vez que desejar um chocolate.

Sorvete

De muitas maneiras, o sorvete tem tudo: a gordura cremosa, o açúcar intenso, o frio entorpecente. Coloque tudo junto e você irá congelar qualquer dor e ainda a cobrirá com gordura, aproveitando o sabor doce. Sim, quando há algum problema sentimental, parece lógico começar a comer um sorvete. Nossa conexão com o sorvete também pode nos levar de volta à infância e às lembranças do verão e sentir como se estivéssemos no topo do mundo.

Ele dá um sentimento de liberdade e é despreocupado. Antes de ir ao congelador para relaxar e cobrir a sua dor, pergunte-se o que está doendo e do que você gostaria de estar livre. Liste algumas maneiras que você pode ser livre em sua vida diária, talvez durante um passeio de bicicleta ou relaxando em um banho quente, e reflita sobre formas de curar essas dores profundas.

Queijo

Para aqueles que tem problemas com a maternidade, seja por sentir falta disso ou por ser maternal demais, o queijo provavelmente deve ter chamado por você. Quando sentimos a necessidade de ser nutridos, e não apenas fisicamente, mas emocionalmente, em um lugar muito profundo, há sentido nesse anseio pelo queijo. O queijo é feito de leite, a essência da alimentação materna. Você pode estar ansiando o consolo de uma figura forte e curativa em sua vida.

O queijo fornece a base, nos mantém ancorados na casca reconfortante do corpo humano. No lugar do queijo, encontre uma comunidade com a qual você possa se conectar de uma maneira que seja significativa para você. Crie um espaço dentro de uma tribo pessoal onde você se sinta seguro para se expressar e compartilhar seus pensamentos internos.

Pãos/alimentos macios

Esses alimentos, como pães, macarrão e até arroz, são aqueles que nós queremos mergulhar neles quando sentimos que precisamos de abraços acolhedores. Se escolhermos todas as fontes de grãos, estamos recebendo mais poder de permanência, mais sustento para nos ajudar a alcançar o nosso dia. Se juntarmos os dois, pareceria que o conforto e o sustento, as qualidades transmitidas por esses alimentos, seriam necessários em momentos difíceis. Na próxima vez que você se pegar comendo um pedaço extra de pão, pense novamente sobre o que parece difícil e desafiador em sua vida agora. Onde você precisa de um conforto extra e quais são maneiras saudáveis de obtê-lo. Em vez de pão, mergulhe em um grupo de apoio ou fale com um amigo. Coloque seu impulso na direção de tornar sua vida tranquila e memorável, com oportunidades que sejam criativas e boas para a saúde.

FONTE: MINHA VIDA
Link Notícia