Ouça agora na Rádio

N Notícia

Ao invés de mísseis, Pyongyang lança festa para honrar seus cientistas nucleares

FOTO: © AP Photo/ Agência Central de Notícias da Coreia

Ao invés de mísseis, Pyongyang lança festa para honrar seus cientistas nucleares

A Coreia do Norte honrou seus cientistas que conseguiram diminuir as ogivas, apontar os mísseis com precisão e desenvolver e testar as bombas nucleares.

As informações são da SPUTNIK NEWS BRASIL.

Muitos governos e agências militares ocidentais avisaram que Pyongyang celebraria em 9 de setembro seu 69º aniversário como nação soberana lançando mais um míssil balístico ou testando outra bomba de hidrogênio. No entanto, o Estado surpreendeu a comunidade internacional por ter dado uma festa.

 

A agência norte-coreana KCNA informou no domingo que o líder do país, Kim Jong-un tinha juntado todos os cientistas nucleares e engenheiros em Pyongyang, onde eles seriam saudados com estilo, segundo informações do The New York Times.

Como especificou a KCNA, desenvolvedores de bombas foram recebidos na capital norte-coreana na quarta-feira por multidões aos gritos em um festival de grande escala ao ar livre, com fogos de artifício e elogios.

Depois a agência parabenizou os cientistas pela criação da arma nuclear que foi capaz de realizar "um golpe impiedoso de marreta nos imperialistas dos EUA", citada pelo jornal.

Durante o prolongado banquete no sábado em Pyongyang, Kim Jong-un apelou aos cientistas nucleares de seu país para que "os esforços sejam dobrados e para que o espírito continue firme e forte quando realizarem o grande evento auspicioso da história nacional", citado pela KCNA.

 

"O recente teste da bomba de hidrogênio é uma grande vitória para o povo norte-coreano que lhe custou seu sangue no momento em que os cintos foram apertados durante período difícil", Kim Jong-un teria acrescentado, segundo a KCNA.

A agência estatal avançou ainda mais detalhes, afirmando que Kim assistiu ao banquete com sua mulher, Ri Sol-ju, e com altos funcionários do Partido dos Trabalhadores (partido no poder). Canções e espetáculos com juramento de fidelidade a Kim Jong-un e ao país roubaram a cena do evento.

FONTE: SPUTNIK NEWS BRASIL
Link Notícia