Ouça agora na Rádio

N Notícia

O Diário

FOTO: O Diário

Alunos que não conseguiram transporte escolar em Morro Reuter estudarão em Herval

Região

Morro Reuter/Santa Maria do Herval – A imagem de um menino junto a uma parada de ônibus a espera do transporte escolar, que não chegou, causou muita comoção nas redes sociais, na quarta-feira, 20. Era um dia bastante esperado para três irmãos, que moram em Santa Maria do Herval, cerca de 100 metros da divisa com Morro Reuter e estão matriculados para estudar na Escola Tiradentes, em São José do Herval, que é a mais próxima da casa deles. Porém, não puderam chegar até a escola porque o transporte escolar não foi até a casa deles para buscá-los.

 
Publicação nas redes sociais teve grande repercussão.

Nas redes sociais

De acordo com a mãe dos meninos, Débora Vasconcellos, que nas redes sociais expressou a indignação com a situação, nos quatro anos anteriores o transporte escolar sempre buscou os irmãos em frente de casa. A família inclusive construiu um recuo para o ônibus entrar e uma parada para abrigá-los. Porém, neste ano, um dia antes de começar as aulas foram informados pela direção da escola de que não ia mais ter o transporte por não pertencerem a Morro Reuter.

“Muito triste mesmo. O mais novo iria começar no primeiro dia. Ele tem 4 anos. Os outros dois irmãos também já estudam na mesma escola. Ele estava fazia meses na expectativa. Há duas semana não tirava o uniforme e treinando como ia dizer ‘presente’ na chamada e como pedir pra ir no banheiro e outras coisas. Estou com meu coração em pedaços. Nunca pensei passar por isso, mas fazer o que!?”, destaca a mãe.

Serão transferidos para Herval

Na tarde desta quinta-feira o pai dos meninos participou de uma reunião com a Secretaria de Educação onde não teve acordo. “Eles querem que levamos até o último aluno que pegue o transporte. Não os 100 metros. Isso seria metade do caminho, que dá 2 km. Aí conversamos com o secretário da Educação de Santa Maria do Herval e eles serão matriculados lá. Começam na segunda-feira e serão pegos aqui na frente de casa na parada que construímos. O maior vai estudar na Escola Amizade e os dois menores terão de ir para a Escola Maurício Cardoso, em Padre Eterno Baixo. Ficamos mais indignados por avisarem cerca de 12 horas antes de iniciar o ano letivo. Daí não teríamos matriculado nem o pequeno ali. Mas já que dizem que é lei e isso tem que ser cumprido, eles irão para Santa Maria do Herval”, destacam os pais.

Justificativa da Secretaria de Educação

Confira a nora de esclarecimento divulgada pelo município: “A Secretaria Municipal de Educação de Morro Reuter esclarece que, anualmente, os roteiros do transporte escolar são refeitos, considerando demandas atualizadas, sempre primando pelo bom atendimento a todos os cidadãos. Esse processo de readequação leva em conta as matrículas, tanto na rede municipal como estadual de ensino e ocorre até a véspera de início do ano letivo. Mesmo não sendo obrigação legal do município fornecer o transporte a alunos residentes em outros municípios, mantinha-se uma exceção. Todavia, frente às novas rotas, fez-se necessário alterar alguns roteiros. A família em questão – que reside no município de Santa Maria do Herval – foi cientificada do fato, pelo único meio de contato que ela atendeu: WhatsApp. Na ocasião, foi solicitado que a família procurasse a Secretaria de Educação para um diálogo, o que não aconteceu. Todavia, EM HIPÓTESE ALGUMA FOI NEGADO O TRANSPORTE, apenas solicitou-se que levasse as crianças até a última parada do transporte escolar, dentro do território de Morro Reuter.

Diante dos fatos apresentados nas redes sociais, o município procurou o Ministério Público, cientificando-o da situação, sendo que a partir daí, serão identificadas as responsabilidades do município e da família, na intenção de resolver, imediatamente, o problema”.

FONTE: O Diário
Link Notícia